Os servidores do governo gaúcho que ganham até R$ 1.850 terão os salários quitados nesta segunda-feira

Os servidores estaduais com rendimento líquido entre R$ 1.400 e R$ 1.850 terão os salários de março quitados nesta segunda-feira (09). O crédito estará disponível para saque nas primeiras horas da manhã, de acordo com o governo do Rio Grande do Sul.

Com mais esse pagamento, serão quitados integralmente os salários de 142.748 matrículas, o que representa 42% do funcionalismo vinculado ao Poder Executivo. Os vencimentos dos demais servidores deverão ser pagos até o dia 17 deste mês, de acordo com a arrecadação do governo.

Na quarta-feira (04), foram pagos os servidores com rendimento líquido inferior a R$ 1.400. A parte líquida da folha do mês de março do governo gaúcho fechou em R$ 1,185 bilhão, sem considerar os valores das consignações. Ao todo, o Executivo contempla 342 mil vínculos entre ativos, inativos e pensionistas.

Novos secretários

O governador José Ivo Sartori anunciou, na quinta-feira (05), no Palácio Piratini, os nomes dos novos secretários de Estado. Os titulares que ocupavam os cargos se desvincularam do governo para concorrer a cargos eletivos no pleito de outubro.

As mudanças ocorreram na Casa Civil e nas secretarias de Planejamento, Governança e Gestão, da Fazenda, da Comunicação, de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, da Saúde e de Obras, Saneamento e Habitação.

O novo secretário-chefe da Casa Civil é Cleber Benvegnú, antes titular de Comunicação, que assume no lugar de Fábio Branco. O secretário-adjunto é João Carlos Mocellin, então chefe de Gabinete do governador. A Secom passa a ser liderada por Isara Marques, antiga diretora-geral da pasta. Tiago Dimer deixa a diretoria de Publicidade para ocupar o posto de secretário adjunto.

Em quatro pastas, os adjuntos viraram titulares: no Planejamento, Governança e Gestão, Josué Barbosa assume no lugar de Carlos Búrigo; no Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Evandro Fontana substitui Márcio Biolchi; na Saúde, Francisco Paz vai para o cargo de João Gabbardo dos Reis; e na Fazenda, Luiz Antônio Bins fica na vaga de Giovani Feltes de forma interina.

Melissa Custódio, que era chefe de Gabinete de Búrigo, agora é adjunta da SPGG. Com a saída de Fabiano Pereira, a Secretaria de Obras, Saneamento e Habitação será comandada, interinamente, por Sandro Boka.

Segurança

Segundo Sartori, a semana foi de notícias positivas para a segurança pública do Rio Grande do Sul, com o reforço de 114 viaturas e equipamentos entregues à Brigada Militar e à Superintendência dos Serviços Penitenciários, além da formatura de 506 novos soldados, ampliando o policiamento ostensivo no interior.

“Desde o início do governo, investimos mais de R$ 36 milhões na compra de veículos. No final de 2017, entregamos 118 viaturas às regiões com maior índice de criminalidade, e agora este segundo lote atende à demanda de outros municípios”, afirmou o governador no programa de rádio Governo e Comunidade.

Comentários