Pampa Debates entrevista Luiz Felipe Difini, presidente do TJ/RS

Paulo Sérgio Pinto e Luiz Felipe Difini

O programa Pampa Debates da Rede Pampa, sob o comando de Paulo Sérgio Pinto, apresenta a série Lideranças Gaúchas, entrevistando representantes dos cenários público e privado, a fim de levar aos telespectadores uma visão do que foi o ano de 2016 nestas áreas e as perspectivas para 2017 na visão de seus convidados.

O presidente do Tribunal de Justiça do RS, Luiz Felipe Difini, participa hoje (04) do programa, que vai ao ar às 17h45 pela TV Pampa,  e fala sobre a crise que o país vivencia, ética, política e institucional. Mas o pior deste quadro, segundo ele, “é não termos uma liderança que possa pregar legitimidade ao Brasil”, em quem a sociedade possa confiar.

Ele foi questionado por Paulo Sérgio Pinto sobre as saídas para a crise e ele aponta a Lava Jato como um importante organismo em várias instâncias, envolvendo a Polícia Federal, Receita Federal, Ministério Público e Poder Judiciário. “Ou mudamos ou a própria institucionalidade corre riscos”, disse ele. Além disso, o entrevistado menciona a crise financeira, com 87% do orçamento do Estado hoje comprometido com o poder executivo.

Difini aborda no Pampa Debates a dificuldade dos presídios no Brasil, sendo que no RS, de janeiro de 2015 até agora, o número de novos presos passou de 5 mil o que inviabiliza seus ingressos nas estruturas ou até mesmo suas permanências. “Prender não resolve a situação da segurança pública”.

O presidente do TJ mostra ainda uma pesquisa positiva e comparada, realizada pelo Conselho Nacional de Justiça, que aponta os Índices de Produtividade Comparada da Justiça em todo o País, tendo por foco o equilíbrio entre o número de processos julgados e os recursos financeiros. “O TJ do RS aparece pela oitava vez consecutiva neste estudo entre os tribunais de melhor desempenho”. Segundo ele, no RS estão em andamento cerca de 4,5 milhões de processos para um orçamento de 3 milhões de reais. “Não estamos satisfeitos com o serviço que prestamos, mas estes índices são positivos e ainda mantemos uma boa posição na pesquisa”.

Comentários

Comentários

16 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.