Papa reza sozinho e concede indulgência plenária

O papa rezou, nesta sexta-feira (27), sozinho diante da imensa praça vazia de São Pedro, no Vaticano, e deu a bênção e a indulgência plenária ao mundo em meio à pandemia de coronavírus que assola o planeta.

Foi um ritual inédito, durante o qual o pontífice deu a bênção “Urbi et Orbi” (à cidade e ao mundo) a todos os fiéis. A bênção permite que mais de 1,3 bilhão de católicos obtenham a indulgência plenária, ou seja, o perdão de seus pecados, em um momento tão difícil, com medidas de confinamento que afetam mais de 3 bilhões de pessoas.

A bênção extraordinária Urbi et Orbi é a mesma que os pontífices costumam transmitir apenas em 25 de dezembro e no domingo de Páscoa, datas em que se lembra o nascimento e a morte e ressurreição de Jesus.

A imagem do chefe da Igreja Católica orando sozinho diante da imensa esplanada pelo fim da guerra contra um inimigo invisível é quase cinematográfica.

Comentários