PF indicia ex-deputado Beto Albuquerque por crime de caixa 2


Ex-deputado Beto Albuquerque. (Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados)

O ex-deputado Beto Albuquerque (PSB-RS) foi indiciado pela Polícia Federal pelo crime de caixa 2. A investigação diz respeito a uma delação do ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar, que afirmou que o político teria recebido cerca de R$ 300 mil não contabilizados entre os anos de 2010 e 2012.

Ainda de acordo com Alexandrino, o repasse foi feito em duas oportunidades: em 2010, no valor de R$ 200 mil para a campanha do político à Câmara dos Deputados; e em 2012, de R$ 100 mil, como auxílio para campanhas municipais de candidatos do PSB no estado.

O caso começou a ser investigado no Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi repassado à Superintendência da PF no RS, já que Beto Albuquerque não tem mais direito a foro especial. O ex-deputado afirmou que ainda não foi notificado sobre o indiciamento e que irá reafirmar o que já está em seu depoimento à PF.

Comentários