Polícia Civil apreende 15 mil litros de herbicida falsificados

Mostra do produto apreendido. (Foto: Polícia Civil)

A Polícia Civil divulgou hoje que 15 mil litros de herbicida falsificados foram apreendidos. Há cerca de 40 dias, a Defrec de Passo Fundo investigava um esquema que distribuiu, ao menos, 20 mil litros do herbicida Propiconazole falsificado na região. As apreensões ocorreram em Sertão, Erechim, Passo Fundo e Porto Alegre. O herbicida é produto utilizado na cultura do trigo.

A partir da suspeita de uma revendedora, que havia adquirido mil litros do produto de uma distribuidora de Passo Fundo, a Polícia Civil foi acionada, apreendendo esse lote, que já estava sendo repassado por essa distribuidora para outra revendedora.

A fabricante imediatamente encaminhou técnicos e confirmou que o produto não era original, prestando apoio para as investigações.

Por meio da apreensão de documentos, foi identificado que 20 mil litros do produto possuía a mesma origem. Após diligências, foram localizados e apreendidos cerca de 15 mil litros falsos, do mesmo lote e com as mesmas características.

A Defrec já encaminhou os produtos à perícia, sinalizando a falsidade das embalagens, rótulos e bulas. Ainda falta a análise da formulação química do produto apreendido.

A Polícia Civil alerta os produtores rurais e mesmo as empresas revendedoras para que haja atenção com as embalagens e com um determinado lote, que não foi comercializado na região. Caso haja suspeita, que seja imediatamente informada à Delegacia de Polícia mais próxima, não utilizando o produto.

Trata-se, segundo a investigação policial, de produto tóxico, com fabricação e venda autorizadas e controladas pelo Ministério da Agricultura.

A utilização de produto falso pode acarretar em danos ao meio ambiente e à saúde humana, além de prejuízos decorrentes da ineficácia da formulação.

A distribuidora de Passo Fundo afirma que adquiriu o produto de outra de São Paulo, sem saber da falsidade. O responsável pela empresa paulista está sendo intimado para ser ouvido em Passo Fundo, para esclarecer a situação.

O preço final do produto é de cerca de R$ 50/litro, sendo que as aquisições pela empresa, conforme as notas apreendidas pela polícia, ficaram por volta de R$ 24/litro. As diferenças das embalagens entre o produto original e o falso são visíveis.

Comentários

Comentários

206 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.