Polícia Civil coíbe a venda de cigarros clandestinos em Viamão

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção ao Consumidor (DECON/DEIC), efetuou a prisão de três homens, na tarde desta sexta-feira (17), no Bairro Passo do Vigário, em Viamão, região metropolitana de Porto Alegre. A ação, que  teve o objetivo de coibir a venda de cigarros clandestinos, estava sob a coordenação do delegado Joel Wagner.

De acordo com os policiais civis, a ação foi em decorrência de investigações de crimes contra as relações de consumo, e após receberem informações de que uma carga de cigarros sem procedência estava sendo descarregada às margens da RS 040, nas proximidades da parada 63, em uma propriedade rural de Viamão. Em diligências nesse local, encontraram homens descarregando caixas de cigarros ilegais de um caminhão.

Na propriedade rural, apreendeu-se, na posse dos presos, a quantia de 450 caixas, cada uma com 50 pacotes, totalizando a quantia de 225.000 maços de cigarros sem procedência. Durante as diligências realizadas, não houve comprovação da origem lícita do produto, o qual não possuía nota fiscal e estava em desacordo com as prescrições legais. Ainda, foram apreendidos dois caminhões na ação policial, sendo que um dos veículos estava com a placa adulterada.

Os cigarros ilegais e os caminhões estão estimados no valor de cerca de R$ 600 mil.

Segundo o Delegado, em decorrência da apreensão, os três homens detidos, de 28, 31 e 58 anos de idade, foram presos em flagrante por crime contra as relações de consumo, previsto no artigo 7º, incisos II e IX, da Lei 8.137/90, bem como pelos crimes de adulteração de sinal identificador de veículo automotor (artigo 311 CP) e formação de quadrilha (artigo 288 do CP).

Os flagrados serão encaminhados ao sistema prisional, permanecendo à disposição do Poder Judiciário.

Comentários