Polícia Civil prende integrantes de quadrilhas que assaltavam bancos em Porto Alegre

Participaram da ação cerca de 50 policiais civis (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

A Polícia Civil deflagrou, nesta quarta-feira (01), a Operação Subterfúgio para desarticular duas quadrilhas responsáveis por diversos ataques a bancos em Porto Alegre. Foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e nove de busca e apreensão na Capital, em Alvorada, Balneário Pinhal e Viamão.

Dois bandidos foram presos. Segundo o delegado Sander Cajal, os criminosos, de 32 e 50 anos, foram detidos no bairro Bom Jesus, na Capital, e em Alvorada, na Região Metropolitana. Com um dos líderes da organização, em Alvorada, a polícia apreendeu coletes à prova de balas, coldre, simulacro de pistola, touca ninja, um veículo e diversos celulares.

A operação investigou duas organizações criminosas, uma com base na Zona Sul de Porto Alegre e Alvorada, e a outra sediada no bairro Bom Jesus. As duas agiam de maneira semelhante. Os indivíduos entravam nas agências com uniformes de frentistas, garis e motoboys. Eles também utilizavam uniformes da polícia ou ternos.

Na sequência, dominavam os vigilantes, clientes e funcionários do banco, sempre com emprego de força física e armas de fogo, com o objetivo de subtrair dinheiro dos caixas de atendimento e caixas eletrônicos. Do lado externo da agência bancária, durante a execução do delito, outros integrantes prestavam o suporte necessário, com emprego de armas de fogo, normalmente com fuzil, e monitoramento de rádio comunicador, a fim de impedir que fossem surpreendidos pela Polícia Militar ou Polícia Civil, o que permitiria a fuga em caso de acionamento do “alarme de pânico” da agência bancária.

Também foi apurado na investigação criminal que os integrantes do bando sediado no bairro Bom Jesus estariam praticando roubos de veículos para cometerem outros crimes.

Comentários

Comentários

812 Comentários