Polícia Federal investiga quadrilhas que aplicam golpe para sacar o FGTS emergencial dos trabalhadores

Os beneficiários que foram vítimas do golpe devem procurar uma agência do banco. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A PF (Polícia Federal) investiga quadrilhas que compram e vendem informações pessoais de trabalhadores brasileiros para fraudar o aplicativo Caixa Tem, da Caixa Econômica Federal, e roubar o saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço).

Os criminosos usam o aplicativo oficial e acessam as contas. Os bandidos cadastram um e-mail falso no aplicativo e só eles conseguem abri-lo.

A Caixa afirmou que está melhorando os critérios de segurança do aplicativo Caixa Tem e orienta os beneficiários que tenham sido vítimas do golpe a procurarem uma agência do banco para contestar o saque, portando documento de identificação e CPF. Caso o pedido seja negado, é possível solicitar reanálise na agência.

Comentários