Polícia Federal investiga venda irregular de vacina contra o coronavírus no Rio de Janeiro

Uma empresa em Niterói (RJ) foi alvo de busca e apreensão. (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A PF (Polícia Federal) cumpriu, nesta quinta-feira (08), mandado de busca e apreensão em uma empresa do ramo hospitalar, em Niterói (RJ), que estaria vendendo uma suposta vacina contra o coronavírus.

A investigação iniciou após denúncia recebida pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), referente à venda irregular de doses de um imunizante contra a Covid-19 ainda em desenvolvimento.

Segundo a PF, a empresa investigada não tem autorização ou convênio com as autoridades sanitárias nem com a empresa fabricante da vacina para atuar no processo de desenvolvimento ou comercialização.

“A suspeita é de que os responsáveis aproveitavam-se do período de pandemia para criar a ilusão de que já possuiriam a vacina, sem que isso fosse a realidade, perpetuando assim a fraude”, informou a PF.

Segundo a instituição, as condutas apuradas podem se enquadrar nos artigos 273 ou 171, do Código Penal. Não foi informado se houve detenções na operação.

Comentários