Polícia Federal realiza operação para combater o tráfico de ecstasy e supermaconha no Rio Grande do Sul

Criminosos usavam o serviço de encomendas das linhas de ônibus intermunicipais para transporte das drogas. (Foto: Polícia Federal/Divulgação)

A PF (Polícia Federal) cumpriu, na manhã desta quarta-feira (18), oito mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão em uma operação para combater o tráfico de ecstasy, skunk e armas na Fronteira Sul do Rio Grande do Sul.

Noventa agentes foram mobilizados na Operação Sintética, que percorreu as ruas das cidades de Rio Grande, Bagé, Jaguarão, Santa Vitória do Palmar e Porto Alegre. No total, nove criminosos foram presos.

Houve desdobramentos, ainda, em Florianópolis. As investigações começaram em junho, e apontam que a organização utiliza o serviço de encomendas das linhas de ônibus intermunicipais para o transporte das drogas. Um dos envolvidos com a quadrilha foi morto em confronto com a Brigada Militar, em Rio Grande, enquanto carregava cerca de 5 kg de maconha e 1 kg de cocaína.

Foi apreendida uma grande quantidade de skunk – como é conhecida a supermaconha, dotada de uma maior concentração de substâncias psicoativas do que a droga comum – e um revólver de calibre 38, com número de série raspado. A arma foi encontrada em Porto Alegre, enquanto os entorpecentes estavam em Jaguarão.

Comentários