Polícia prende mais dois suspeitos da morte do motorista do Uber em Canoas

Os presos são apontados como os executores do homicídio do motorista do Uber (foto: Polícia Civil/divulgação)

Na tarde desta sexta-feira (7), policiais da Delegacia de Homicídios de Canoas (DHPP) prenderam temporariamente dois homens suspeitos do homicídio do motorista do Uber, ocorrido no último dia 24 de agosto. As prisões foram representadas pela delegacia em continuidade à investigação do assassinato.

Os presos são apontados como os executores do homicídio a mando de um terceiro, preso no último dia 5 deste mês. As investigações continuam a fim de apurar outros envolvidos no caso. Após os procedimentos legais, os presos serão encaminhados ao sistema prisional.

No dia 5 de outubro, a Polícia Civil já havia prendido, no bairro Olaria, em Canoas, um taxista suspeito de ser o mandante do assassinato do motorista do Uber Fábio Silva da Fontoura, de 39 anos. O crime ocorreu em 24 de agosto no bairro Igara, no município da Região Metropolitana de Porto Alegre.

O preso, identificado como José Martins, 64 anos, era chefe de Fontoura quando ele trabalhava como taxista. Após um desentendimento, a vítima resolveu se tornar motorista do Uber. Fontoura foi morto a tiros dentro de um Sandero. Duas armas e celulares foram apreendidos na casa do suspeito.

Comentários

Comentários

194 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.