Prefeito Nelson Marchezan Júnior é o entrevistado do Pampa Debates desta quarta-feira, que vai ar às 17h45 pela TV Pampa

O Pampa Debates, que vai ao ar de segundas a sextas às 17h45, pela TV Pampa, sob o comando de Paulo Sérgio Pinto, encerra hoje a edição “Lideranças Gaúchas”, entrevistando grandes nomes do cenário gaúcho, tradicionalmente na virada do ano.

Nesta quarta-feira, quem participa do programa é o prefeito Nelson Marchezan Júnior, que fala sobre a real situação da Prefeitura de Porto Alegre. Segundo ele, poucos porto-alegrenses sabem dos motivos pelos quais a cidade perde qualidade de vida. Só de pagamento de dívidas da gestão passada, são 500 milhões de reais que não foram repassados. Do DMAE foram retirados 235 milhões de reais, valor que deixou de ser investido corretamente no Departamento Municipal de Água e Esgoto. O Prefeito lembra que 44% do esgoto de POA não recebe tratamento. “Desde 2011 as despesas crescem mais que a receita”, reitera. “A situação não é momentânea, é estrutural. Está ruim e vai piorar”.

Marchezan diz que ao longo dos anos não foi feita manutenção na cidade em diversas áreas “e nós empobrecemos”. Ele mencionou as obras da Copa, em número de 10 que ainda precisam ser finalizadas. Foram investidos nestas obras cerca de 390 milhões de reais nos últimos oito anos e ainda precisarão mais 320 milhões de reais para sua finalização. “Temos problemas, é preciso identificar a doença para tomar o remédio certo”.

Na visão de Nelson Marchezan Júnior, só há um caminho, é “arrumar a receita, arrumar a despesa e buscar Ppps (Parcerias Público Privadas) para entregar serviços de qualidade à sociedade agora”. Ele lembra inclusive uma lei orgânica de POA que proíbe as Ppps na área do saneamento, o que ele considera um absurdo. O Prefeito diz que será preciso o apoio da Câmara de Vereadores para a votação de projetos em prol da efetivação de projetos que possam gerar crescimento e qualidade de vida à cidade e aos cidadãos. Muito ainda precisa ser feito mas ele atesta que encerrará seu mandato com a missão cumprida e com a certeza de ter feito o possível em prol destes objetivos. Na meta para este ano, ele aponta o desejo a todos os porto-alegrenses para que tenham “muita paixão pela nossa cidade”. A entrevista completa pode ser acompanhada pela TV Pampa a partir das 17h45.

Comentários