Presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina é preso pela Polícia Federal

Deputado catarinense foi alvo da Operação Alcatraz. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O presidente da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), Júlio Garcia (PSD), foi preso na manhã desta terça-feira (19), em Florianópolis, durante a segunda fase da Operação Alcatraz, deflagrada pela PF (Polícia Federal).

Segundo o advogado do deputado, Cesar Abreu, o parlamentar foi alvo de um mandado de prisão domiciliar. Além do presidente da Assembleia Legislativa, o empresário Jefferson Colombo, dono da empresa Apporti Soluções em Tecnologia, foi preso preventivamente.

A segunda fase da Operação Alcatraz cumpriu 34 mandados de busca e apreensão, 11 de prisão preventiva e nove de prisão temporária em Florianópolis, Joinville e Xanxerê.

A operação investiga supostos crimes de corrupção, fraudes em licitações, lavagem de dinheiro e organização criminosa, que teriam movimentado R$ 500 milhões. As fraudes envolvem contratos firmados pelas secretarias estaduais, empresários do ramo de tecnologia e servidores públicos.

Segundo a PF, contratações de serviços eram feitas sem cotação prévia de preços ou com orçamentos apresentados por empresas que possuíam relacionamento societário ou comercial entre elas.

Comentários