Presidente da Câmara dos Deputados afirma que é “muito importante” manter o veto a reajustes para servidores

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou, nesta quinta-feira (20), que é “muito importante” a Casa manter o veto do presidente Jair Bolsonaro aos reajustes salariais para servidores.

Bolsonaro vetou os reajustes ao sancionar a lei de ajuda a Estados e municípios em razão da pandemia do novo coronavírus. Mas, na quarta (19), os senadores votaram pela derrubada do veto. A votação pelos deputados está prevista para a tarde desta quinta.

Se o veto for mantido pela Câmara, a concessão de reajustes a qualquer categoria do serviço público fica proibida até o fim do ano que vem.

“Nós entendemos que esse veto, é muito importante a sua manutenção, para que a gente possa dar uma sinalização clara que nós queremos, claro, atender a Estados, atender a municípios, atender a sociedade, mas tudo dentro do equilíbrio fiscal”, afirmou Maia.

“Neste momento de crise, precisamos dar uma sinalização clara. Então, a reunião de hoje com os líderes do governo e dos partidos, é da nossa responsabilidade com o País. Tem partidos da base, independentes, mas todos, desde o governo Temer, têm votado junto, esse caminho do equilíbrio fiscal. Começamos pela PEC do teto de gastos, reforma da Previdência. Se hoje temos taxa de juros baixa, devemos isso ao Congresso”, acrescentou Maia.

Comentários