Preso em Porto Alegre suspeito de roubo a estabelecimento bancário em São José do Herval

A Polícia Civil, em ação da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos, desencadeou na quinta-feira (22), a primeira etapa da Operação Herval, que implicou na prisão em flagrante de um homem que estava foragido. Com ele foram encontradas três armas de fogo, sendo duas pistolas (calibre .765 e .380) e um revólver, bem como camisetas da Polícia Civil. A prisão ocorreu no bairro Navegantes, em Porto Alegre.

O indivíduo é suspeito de ser um dos autores do roubo a estabelecimento bancário, mediante emprego de arma de fogo e concurso de pessoas, ocorrido no dia 28 de dezembro de 2017, por volta das 13h20min, tendo como vítima uma cooperativa de crédito na cidade de São José do Herval. O revólver encontrado é o subtraído quando da prática do roubo à instituição bancária e uma das pistolas, produto de roubo na cidade de Canoas.

O caso

Segundo os delegados Joel Henrique Wagner e João Paulo de Abreu, da 1ª Delegacia de Roubos/Deic, a investigação preliminar deu conta que pelo menos quatro criminosos participaram do roubo. Dois deles ingressaram na agência e, após certo momento, renderam os vigilantes.

Nesse contexto, um dos criminosos, que seria o único a portar arma de fogo, efetuou um disparo contra um dos vigilantes, sendo que o projétil parou no colete balístico. Essa pessoa (presa na quinta-feira) foi identificada. Logo após tomou sua arma e colete balístico. O outro criminoso iniciou a subtração de valores dos caixas de atendimento, mas não do cofre, como havia sido informado inicialmente. Essa pessoa até o presente momento não está identificada.

Um terceiro criminoso estava esperando a dupla na parte externa da agência, enquanto outro esperaria dentro do veículo automotor, utilizado para chegar e fugir do local, no caso, um Renault/Sandero, abandonado em uma localidade na divisa entre os municípios de Putinga e São José do Herval. O veículo estava com placas de Porto Alegre, sendo que era produto de furto desde o dia 20 de dezembro de 2017.

Comentários