Preso proprietário de farmácia em Santo Antônio da Patrulha por crime contra a saúde pública

Nesta quarta-feira (7) Policiais Civis da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor, Saúde Pública e Propriedade Imaterial, do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais), em ação conjunta com o Conselho Regional de Farmácia e Vigilância Sanitária Municipal, realizaram ações de fiscalização e execução de mandado de busca e apreensão em um depósito clandestino localizado nos fundos de uma farmácia no município de Santo Antônio da Patrulha.

A ação foi resultado de denúncias quanto a venda e armazenamento de medicamentos sem procedência. Os agentes constataram diversas irregularidades, sendo localizados e apreendidos variados tipos de medicamentos para uso exclusivo e restrito à apresentação de receituário médico (tarjas vermelha e preta), todos sem procedência lícita comprovada.

De acordo com o delegado Liedtke, titular da Especializada, alguns dos medicamentos sem procedência apreendidos eram de venda estritamente controlada (tarja preta), cuja comercialização é vinculada à devida retenção de receituário médico.

Segundo Diretor de Investigações do Deic, delegado Sander Cajal, a venda desses medicamentos sem a apresentação da necessária prescrição médica ocasiona sérios riscos a saúde desses consumidores, em especial, a utilização de remédios controlados (tarja preta).

Autuado em flagrante por crime contra saúde pública, o preso será encaminhado ao sistema carcerário gaúcho.

Comentários