Primeiro-ministro da Índia recebe primeira dose da vacina contra o coronavírus

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, recebeu nesta segunda-feira (1°), em Nova Délhi, a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Modi postou nas redes sociais a foto do momento em que o imunizante é aplicado em seu braço.

“Recebi minha primeira dose da vacina contra Covid-19 no AIIMS [Instituto de Ciências Médicas de Toda a Índia]. É notável como nossos médicos e cientistas trabalharam rapidamente para fortalecer a luta contra a Covid-19. Eu peço que todos que são elegíveis que tomem a vacina”, escreveu o premiê.

A Índia iniciou a campanha de imunização em 16 de janeiro com a Covaxin, vacina produzida pela farmacêutica indiana Bharat Biotech. De acordo com um painel de Oxford, o país já administrou 14,24 milhões de doses.

Segundo o monitoramento da Universidade Johns Hopkins, a Índia contabiliza 11.112.241 casos confirmados do novo coronavírus, ficando atrás apenas dos EUA, e 157.157 mortes por Covid-19.

Covaxin no Brasil

Embora ainda não tenha tido sua eficácia contra a Covid-19 revelada, a vacina da indiana Bharat Biotech pode chegar ao Brasil. Na última semana, o Ministério da Saúde anunciou que assinou um acordo para a compra de 20 milhões de doses do imunizante.

“As primeiras 8 milhões de doses do imunizante devem começar a chegar já no mês de março, em dois lotes de 4 milhões a serem entregues entre 20 e 30 dias após a assinatura do contrato”, informou a pasta. O investimento foi de R$ 1,6 bilhão. A Covaxin é baseada em vírus inativados. Essa técnica utiliza vírus que foram expostos em laboratório a calor e a produtos químicos para não serem capazes de se reproduzir.

Comentários