Professores da rede estadual de ensino entram em greve no Rio Grande do Sul


A categoria decidiu entrar em greve em assembleia na semana passada.
(Foto: Reprodução/Cpers/)

Professores da rede estadual de ensino iniciaram, nesta segunda-feira (18), uma paralisação no Rio Grande do Sul. A greve, em protesto contra o pacote do governo do Estado que altera as carreiras e a Previdência dos servidores gaúchos, foi decidida durante assembleia da categoria na quinta-feira (14). As propostas do Executivo foram enviadas à Assembleia Legislativa.

“Eduardo Leite disse que não contribuímos com o pacote. Tu não pedes para quem está sendo enforcado que contribua para o enforcamento. Não pede para o professor pagar o próprio salário. Não pede para o educador ajudar com a destruição e a privatização da escola pública. O governador quer guerra. É greve que ele vai ter”, disse a presidente do Cpers-Sindicato, Helenir Aguiar Schürer.

“A greve é um direito de todos trabalhadores. Quem não sabe de seus deveres é o governador Eduardo Leite, que atrasa os nossos salários todos os meses”, prosseguiu Helenir.

A orientação do sindicato é para que as crianças e adolescentes não sejam enviados às escolas estaduais de todo o RS. Já a Secretaria Estadual da Educação recomenda que os alunos compareçam às instituições de ensino e orienta que, em caso de dúvidas, sejam procurados diretamente os diretores dos colégios.

Comentários