No Dia Internacional da Mulher, mulheres protestam contra a reforma da Previdência em Porto Alegre

Manifestação causa transtornos no trânsito na chegada à Capital e na área central da cidade (Foto: EPTC/Divulgação)

Uma manifestação de mulheres ligadas a centrais sindicais e movimentos sociais como o MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra) e a Via Campesina causou transtornos no trânsito em Porto Alegre, na manhã desta quarta-feira (08), Dia Internacional da Mulher.

O protesto começou em torno das 6h na ponte do Guaíba e congestionou a chegada à Capital pela BR-290, além da área central da cidade, em vias como a avenida da Legalidade, Farrapos, Mauá e Túnel da Conceição, conforme a EPTC. O grupo se manifesta contra a proposta de reforma da Previdência elaborada pelo governo federal que altera, entre outros pontos, a idade mínima para a aposentadoria.

Com faixas e cartazes, centenas de mulheres percorreram as avenidas Sertório, Farrapos e Mauá em direção ao prédio do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no Centro da Capital. Depois, seguem para a Assembleia Legislativa gaúcha. Também há manifestações de mulheres em cidades do interior do Estado.

(Foto: EPTC/Divulgação)
(Foto: EPTC/Divulgação)

Comentários

Comentários

803 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.