“Querem me atingir”: afirma Bolsonaro ao ser questionado sobre quebra de sigilo do filho Flávio Bolsonaro

(Foto: Reprodução)

Em Dallas, nos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a quebra do sigilo bancário do seu filho, o senador Flávio Bolsonaro, é atingi-lo.

A quebra do sigilo foi autorizada, após o Relatório do Ministério Público do Rio de Janeiro apontar indícios que Flávio comprou e vendeu imóveis para lavar dinheiro. O MP também levantou indícios que ligam um esquema criminoso ao gabinete do senador quando ele era deputado estadual.

Ao ser questionado por jornalistas durante sua passagem por Dallas, Bolsonaro respondeu: “Querem me atingir”. O presidente ainda afirmou que a medida é uma “ilegalidade”.

Confira a fala na integra:

“Querem me atingir? Venham para cima de mim! Querem quebrar meu sigilo, eu sei que tem que ter um fato, mas eu abro o meu sigilo. Não vão me pegar. Mas grandes setores da mídia, ao qual vocês integram, não estão satisfeitos com o meu governo que é um governo de austeridade, é um governo de responsabilidade com o dinheiro público, é um governo que não vai mentir e não vai aceitar negociações, não vai aceitar conchavos para atender interesse de quem quer que seja. E ponto final.”

Comentários