“Rasgaram a Constituição”, diz Dilma Rousseff em pronunciamento no Palácio da Alvorada

A ex-presidente Dilma Rousseff fez um pronunciamento à imprensa no Palácio da Alvorada, residência oficial. Em seu discurso, um dos mais fortes já realizado durante o processo de impeachment ao qual foi submetida, Dilma disse que os senadores “rasgaram a Constituição Federal, condenando uma presidente que não cometeu crime.”

Ela destacou que derrubaram a primeira mulher presidenta do Brasil, sem que haja qualquer justificativa constitucional. “Futuras gerações saberão que na primeira vez que uma mulher assumiu a Presidência, o machismo e a misoginia mostraram suas feias faces”, observou. “O golpe é contra o povo e a nação, é a vitoria da cultura da intolerância”, acrescentou a presidente cassada.

Fez uma relação dos avanços sociais do governo petista nos 13 anos de governo apontando “aqueles que deixaram de ser invisíveis aos olhos da nação” e pediu: “Não desistam da luta, eles pensam que nos venceram mas estão enganados, haverá contra eles a mais determinada oposição que um governo golpista pode sofrer”.

Ela encerrou com um poema do poeta russo Vladimir Maiakóvski.”Não estamos alegres, é certo, mas também por que razão haveríamos de ficar tristes? O mar da história é agitado. As ameaças e as guerras havemos de atravessá-las, rompê-las ao meio, cortando-as como uma quilha corta as ondas.”

Comentários