Relatório da FEPAM indica 19 pontos impróprios para banho no Rio Grande do Sul

Existem 19 pontos impróprios no Rio Grande do Sul, mas nenhum está no Litoral. (Foto: Divulgação)

O décimo relatório de balneabilidade das praias gaúchas deste verão foi divulgado na manhã desta sexta-feira (15), pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Apesar de nenhum dos pontos impróprios para banho estar localizado no Litoral, o número subiu de 14 para 19 em uma semana no Rio Grande do Sul. Apenas em Pelotas, há nove pontos sem condição de banho na Lagoa dos Patos.

Em 2019, o projeto de balneabilidade foi ampliado. Atualmente, 94 pontos e 44 municípios são monitorados, incluindo os balneários de Pelotas e Tavares. Para ajudar no monitoramento e facilitar a comunicação com os veranistas, foi criado um aplicativo que informa as condições de banho. Desenvolvido com o apoio da Procergs e do Corpo de Bombeiros, o serviço também disponibiliza a previsão do tempo. Pelo site e pelo aplicativo é possível visualizar se as águas de determinado local estão próprias para banho. Para acessar o serviço, basta utilizar um computador ou ativar o modo web app, não sendo necessário fazer download em lojas de aplicativos. O serviço funciona nos sistemas Android e iOS.

O aplicativo também oferece as condições de segurança para o banho de mar no Litoral Norte e Sul, nos locais onde ocorre o monitoramento da qualidade da água. Divulgadas pelos Bombeiros, as informações obedecem ao mesmo critério de cor das bandeiras utilizadas nas guaritas dos guarda-vidas – verde para banho praticável, amarelo para banho com riscos relativos e vermelho para banho desaconselhável.

Pontos impróprios para banho

Pelotas
Balneário dos Prazeres;
Colônia Z-3;
Santo Antônio – Avenida Rio Grande do Sul;
Santo Antônio – Hotel;
Santo Antônio – Rua Bagé;
Totó;
Valverde – Aki Pizza;
Valverde – Pontal da Barra;
Valverde – Trapiche.

Demais balneários
Balneário Fernando Schilling, no rio Jaguari, em Jaguari;
Balneário da Jacaquá, no rio Ibicuí, no município de São Francisco de Assis;
Balneário de Mata, no rio Toropi, em Mata;
Balneário Passo do Umbu, no rio Ibicuí, em São Vicente do Sul;
Balneário Pedro Osório, no rio Piratini, em Pedro Osório;
Balneário Poço das Pedras, no arroio Inhacundá, em São Francisco de Assis;
Balneário Rainha do Sol, no rio Ibicuí, em Manoel Viana;
Lagoa do Peixoto, no município de Osório;
Praia da Barrinha, na Lagos do Patos, em São Lourenço do Sul;
Praia Recanto das Mulatas, no Guaíba, em Barra do Ribeiro.

Relatórios

O Projeto Balneabilidade deste verão terá duração de 16 semanas. O monitoramento está sendo realizado no Litoral Norte, Médio e Sul, Lagoa dos Patos e das Regiões Hidrográficas do Guaíba e do Uruguai. As coletas e análises são feitas pela Fepam, Corsan e Sanep. Os resultados das análises da qualidade da água serão divulgados sempre às sextas-feiras, até 1º de março de 2019.

Comentários