Rio Grande do Sul registra as duas primeiras mortes por gripe neste ano. Os óbitos ocorreram em Porto Alegre

Os dois primeiros óbitos causados por gripe neste ano no RS foram registrados em Porto Alegre e são de pacientes que pertenciam aos grupos prioritários para a vacinação contra a doença. De acordo com o CEVS (Centro Estadual de Vigilância em Saúde), ambos não foram vacinados e apresentavam comorbidades para a doença.

A primeira morte ocorreu em 31 de março. Trata-se de um homem de 61 anos, que apresentava doença cardiovascular crônica e obesidade. Na segunda-feira (08), o CEVS confirmou o óbito de outro homem, de 70 anos, portador de pneumopatia crônica. O secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis, explicou que nos dois casos foi confirmada a infecção pelo vírus Influenza A, que é prevenido pela vacina.

Gabbardo ressaltou que a vacina leva de duas a três semanas para uma efetiva imunização contra a gripe. “Recomendamos que as pessoas que integram os grupos de risco procurem o quanto antes as unidades de saúde para garantirem sua proteção antes da chegada do inverno. Para quem não tiver condições de procurar os postos durante a semana, uma boa oportunidade será no próximo sábado (13), quando ocorre o Dia Nacional de Mobilização”, afirmou o secretário.

Grupos prioritários 

A principal novidade da vacinação neste ano é a inclusão de professores das redes pública e privada no público-alvo da campanha. Além deles, fazem parte do grupo prioritário indígenas, crianças de 6 meses até 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), idosos (60 anos ou mais), doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade e funcionários de presídios.

The post Rio Grande do Sul registra as duas primeiras mortes por gripe neste ano. Os óbitos ocorreram em Porto Alegre appeared first on O Sul.

Comentários

Um Comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.