Samu recebe 14 novas ambulâncias e tem toda frota renovada


Frota permanecerá, no máximo, com dois anos de uso
Foto: Joel Vargas/PMPA

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) ganhou mais um reforço nesta sexta-feira (20) com a entrega, pela Prefeitura de Porto Alegre e o Ministério da Saúde, de 14 novas ambulâncias. O ato ocorreu em frente ao Paço Municipal e busca qualificar o atendimento realizado pelo serviço. Os veículos renovam toda a frota em circulação na cidade, que permanece no máximo com dois anos de uso.

O prefeito Nelson Marchezan Júnior agradeceu a atenção que o Ministério da Saúde tem mostrado com a cidade. “Obrigada por atenderem Porto Alegre com um olhar técnico e objetivo, sem interesses partidários. Sobre os profissionais do Samu, quero dizer que temos muito orgulho dessas pessoas que trabalham diuturnamente com competência e dedicação para atender a população no momento mais difícil da vida delas”, frisou Marchezan.

Esta é a maior renovação de unidades móveis do Samu da história de Porto Alegre. Do total de ambulâncias, 13 vêm de repasse do Ministério da Saúde e uma foi adquirida pela prefeitura, com recursos da indenização de seguro por acidente de uma unidade antiga.

O secretário municipal de Saúde, Pablo Stürmer, enfatizou a importância da manutenção da frota. “Isso traz mais condições de trabalho faz a diferença para os profissionais com o aumento de atendimentos e a diminuição do tempo de resposta com toda a rede de saúde da Capital.” Já o coordenador do Samu de Porto Alegre, Marcus Mottim, afirmou que “este é um momento que demonstra que o trabalho está dando certo”.

Com a entrega, o ministério atualiza o plano de renovação da frota de ambulâncias do Município, que desde 2014 não recebia novas unidades do governo federal. Em função disso, a prefeitura comprou 13 ambulâncias no início de 2018. Atualmente, Porto Alegre conta com 16 equipes do Samu e uma para transporte de baixa complexidade.

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, destacou o trabalho que vem sendo feito na área da saúde. “Os quatro postos funcionando até às 22h foi um ótimo começo. Destaco ainda o sistema de controle de regulação e o investimento em tecnologia que reduziu as filas de espera”, disse.

A secretária de Estado da Saúde, Arita Bergmann, agradeceu as parcerias com a cidade, como o sistema de regulação e o Telessaúde e homenageou os profissionais do Samu. “Quero fazer o reconhecimento aos valorosos profissionais que prestam este atendimento de emergência e que fazem a diferença na vida das pessoas”, reforça.

O Samu Porto Alegre

A Capital foi pioneira no Brasil a instituir o serviço, em 1995, baseado no modelo francês de atendimento pré-hospitalar, com o objetivo de chegar mais rápido ao local da ocorrência para socorrer vítimas de agravos urgentes à saúde, realizar o primeiro atendimento, estabilizar o paciente e transportá-lo ao local adequado.

O serviço conta com 15 equipes distribuídas pela cidade. São 12 equipes de Suporte Básico de Vida, compostas por técnico ou auxiliar de enfermagem e motorista, e outras três equipes de Suporte Avançado-UTI Móvel, que contam com médico, enfermeiro e motorista.

Financiamento SUS 

Durante o evento, o secretário Executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, assinou portarias que garantem o aumento do financiamento para o teto de Média e Alta Complexidade, garantindo recursos para o Hospital Santa Ana.

Comentários