Saúde do Estado reforça alerta de suspensão de contraceptivo injetável

Decisão foi anunciada após notificação de dois casos confirmados de gravidez durante o uso do medicamento. (Foto: Reprodução)

A SES (Secretaria da Saúde) reforçou nesta sexta-feira (21) o alerta para a suspensão do uso e venda do contraceptivo injetável Medroxiprogesterona 150 mg/ml, determinada pela nessa quinta-feira (20). Foram notificados dois casos confirmados de gravidez durante o uso dessa medicação. Também orienta as usuárias a adotar medidas de proteção complementar e procurar os serviços de orientação até que os fatos sejam devidamente apurados. Os lotes do produto advertidos são o L67563, do Laboratório Pfizer, e 1627771, do Laboratório União Química.

As notificações serão encaminhadas ao Sistema Notivisa, responsável pela vigilância de efeitos adversos causados por medicamentos (farmacovigilância). Além disso, a Secretaria da Saúde criou um grupo de trabalho com representação da Saúde da Mulher do Departamento de Ações em Saúde, CPAF (Coordenação da Política de Assistência Farmacêutica) e Centro Estadual de Vigilância Sanitária para auxiliar no esclarecimento dos fatos.

Por precaução, recomenda-se que os serviços segreguem e suspendam a venda dos lotes identificados até que a multiplicidade de fatores seja investigada. Entre os elementos investigados, as datas de aplicação do medicamento, registros das dispensações e aplicações nas unidades de saúde, avaliação de possível interação medicamentosa (que pode reduzir sua eficácia), armazenamento do produto e percentual de falha do método descrito em bula.

As medidas informadas são preventivas e necessárias para resguardar maiores danos e estão sujeitas à revisão assim que houver segurança técnica.

The post Saúde do Estado reforça alerta de suspensão de contraceptivo injetável appeared first on O Sul.

Comentários

Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.