Setor de serviços cresce 0,7% em julho

O volume do setor de serviços brasileiro cresceu 0,7% em julho em relação a junho, informou nesta sexta-feira (16) o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Já em relação a julho de 2015, o setor registrou recuo de 4,5%, o maior para o mês desde 2012, início da série histórica. No ano, o setor acumula perdas de 4,8% e, em 12 meses, de 4,9%.

Na comparação com o mês anterior, cresceram os serviços prestados às famílias (3,2%); outros serviços (1,9%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,3%). Por outro lado, as atividades turísticas recuaram 0,3%, e os serviços de informação e comunicação não variaram.

“Ainda é cedo para falar que é um início de recuperação. Porque começamos a sentir em julho um efeito das Olimpíadas. A partir da segunda quinzena, o setor de alojamento, alimentação e turismo já começa a se beneficiar do evento, mas não foi só isso. No Rio, não foi férias escolares, mas nos outros Estados, foi. Então, teve também incremento do turismo em outros Estados que tiveram férias em julho”, analisou Roberto Saldanha, analista de serviços e comércio do IBGE.

De um mês para o outro, a receita nominal cresceu 1,2%, e de julho de 2015 para 2016, subiu 0,3%. No ano, o indicador acumula alta de 0,2% e, em 12 meses, de 0,1%.

Comentários