Sicredi apresenta seus bons números de 2016 e perspectivas para 2017

Gerson Seefeld, diretor executivo da Central Sicredi Sul apresentou os bons números da Cooperativa.

dados 2016
A nova marca Sicredi com o catavento agora com 7 pás, simbolizando os 7 princípios universais do cooperativismo.

O Sicredi fechou o exercício de 2016 no RS com um cenário diferenciado da realidade atual da economia brasileira. A operação acumulada do ano obteve um saldo positivo, somando ativos totais administrados acima de 29,869 bilhões de reais, representando 16,30% de crescimento sobre igual período de 2015. A Cooperativa soma 3,4 milhões de associados em 20 Estados do País. Hoje, abriga 118 cooperativas, com 1.523 pontos de atendimento. Em todo o País, está presente em 1.171 cidades e em 181 cidades é a única instituição financeira presente, o que dá ainda maior força a sua operação. Em 103 municípios, o Sicredi mantém atendimento pleno, em horário normal comercial e conta com 19,6 mil colaboradores.

No RS, aponta 315 novas contratações no último ano com 7.409 colaboradores. São 582 pontos de atendimento distribuídos em 39 cooperativas em 453 municípios, representando 91% dos municípios gaúchos. O total de associados em solo gaúcho é de 1,566 milhão, representando 13% da população do Estado.

Os dados foram apresentados na manhã desta terça-feira pelo diretor executivo da Central Sicredi Sul, Gerson Seefeld, que também revelou a nova marca do Sicredi, mais adequada ao seu conceito, utilizando o catavento como logomarca, mas agora com sete pás, identificadas com os sete princípios universais do cooperativismo.

O diretor ainda apresentou as expectativas do Sicredi para 2017, com um crescimento na ordem de 11,17% em ativos totais. A novidade também fica para a expansão que continua em Santa Catarina, devendo ganhar força em Minas Gerais. Para 2017, os planos são ainda de abertura de 8 novas agências, sempre buscando parcerias e crescimento junto aos setores produtivos, tais como pecuária de corte, leiteira, arroz, aves e suínos, com apoio ainda de entidades setoriais, sindicais e poder público.

Comentários

Comentários

858 Comentários