Sol e frio predominam nos próximos dias no Rio Grande do Sul

Esta semana começou ensolarada, com céu azul e temperaturas baixas em Porto Alegre e no interior do Rio Grande do Sul. Os termômetros marcaram menos de 5°C em diversos municípios gaúchos nesta segunda-feira (06). No final da quarta-feira (08) e no começo da quinta-feira (09), uma massa de ar polar ingressará no Estado, prolongando o frio. Chove muito pouco no RS nos próximos dez dias, segundo a Metsul Meteorologia.

Na Capital Gaúcha, os próximos dias devem ser de tempo bom, com possibilidade de chuva apenas na quarta-feira, de acordo com previsão do Sistema Metroclima. Nesta segunda, a mínima foi de 7°C na cidade. Confira a previsão do tempo para Porto Alegre nos próximos dias:

Terça-feira: o tempo seco com sol predomina ao longo do dia, apesar de algumas nuvens no céu. O vento se mantém calmo ou sopra fraco do quadrante Leste. A temperatura permanece baixa na madrugada, mantendo a sensação de frio, mas a tarde será agradável. Mínima de 8°C e máxima de 23°C.

Quarta-feira: o sol aparece com nuvens, mas no decorrer do dia as nuvens aumentam e provocam pancadas de chuva. A chuva será irregular e mal distribuída. O vento sopra do quadrante Oeste/Norte fraco a ocasionalmente moderado. A temperatura sobe menos. Mínima de 9°C e máxima de 20°C.

Quinta-feira: haverá muitas nuvens entre a madrugada e a manhã, mas no decorrer do dia o sol aparece com diminuição das nuvens. O vento sopra do quadrante Oeste forte em alguns momentos. A temperatura terá declínio acentuado. Mínima de 5°C e máxima de 15°C.

Sexta-feira: o sol predomina ao longo do dia, mas aparecem algumas nuvens no céu. O vento fica calmo ou sopra fraco do quadrante Oeste/Norte. A temperatura cai na madrugada, que será gelada. Mínima de 4°C e máxima de 16°C.

Metroclima

O Sistema Metroclima – Vigilância Meteorológica de Porto Alegre foi criado em 2007 para monitorar as condições atmosféricas na Capital gaúcha 24 horas por dia mediante uma rede de estações automáticas e pluviômetros que oferecem dados de chuva e outras variáveis meteorológicas em todas as zonas geográficas da cidade.

Para esse trabalho, de acordo com a prefeitura, são utilizadas as mais modernas ferramentas, como radares meteorológicos, sistemas de detecção de descargas atmosféricas, modelos numéricos nacionais e internacionais, acompanhamento de imagens de satélite, radiossondagens de aeroportos e estações automáticas.

Comentários