Soldado é torturado em Santa Maria

Agressões ocorreram dentro do batalhão. Foto: Divulgação

Um soldado de 20 anos foi agredido por sete colegas dentro de um quartel do exército, em Santa Maria. O caso aconteceu na noite da última segunda-feira (18), mas só foi divulgado agora.

As agressões, classificadas pelo exército como “por meio de  tortura”, aconteceram no momento em que o jovem estava no alojamento.

Um dos militares se defende dizendo que não participou das agressões, mas todos foram presos disciplinarmente e licenciados do Exército, já que no dia 20 estariam encerrando o serviço militar, inclusive a vítima.

Na tortura foram usados facão e cordas, e durou cerca de 10 minutos – até que um oficial de serviço chegou ao local e flagrou a agressão.

A vítima ferimentos nas mãos, pernas e nas costas. Tudo aconteceu dentro do 29º Batalhão de Infantaria Blindada, que fica numa região com outras unidades militares.

O comando do 29 BIB instaurou uma sindicância. Em nota oficial o Exército diz que repudia veementemente atitudes dessa natureza. O jovem foi atendido pelo médico do quartel mas deve passar por novos exames no IML.

A família da vítima, que também mora na região central do estado, só ficou sabendo do que havia acontecido dois dias depois, quando o soldado pediu que fossem buscá-lo.

Comentários