Susepe e Polícia Civil recolhem celulares e carregadores no presídio de Canoas

Ação integra a união de esforços na repressão ao tráfico de drogas e manutenção da ordem e disciplina no IPC. (Foto: Susepe/Divulgação)

Agentes da Susepe (Superintendência dos Serviços Penitenciários do RS) e da PC (Polícia Civil) promoveram a operação Ramificações no IPC (Instituto Penal de Canoas), nesta segunda-feira (26). Foram apreendidos 58 celulares, três baterias, dois tablets, 22 carregadores, uma balança de precisão e três chips. A finalidade da ação foi a retirada de materiais ilícitos do ambiente prisional e o cumprimento de mandado de busca e apreensão, em que dois apenados do semiaberto foram o alvo.

Trabalharam na ação o Grupo de Ações Especiais, da Divisão de Inteligência Penitenciária, agentes do IPC e ligados a 1ª Região Penitenciária. A revista estrutural terminou por volta das 7h20min.

Conforme o delegado penitenciário da 1ª DPR (Litoral e Região Metropolitana), Sandro Roberto de Oliveira, a atividade integra a união de esforços da segurança pública na repressão ao tráfico de drogas e manutenção da ordem e disciplina no IPC.

Comentários

Comentários

804 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.