Telefonia é o setor responsável pela maioria das reclamações no Procon

As reclamações dos porto-alegrenses mais frequentes são cobrança indevida e alteração de plano contratado sem solicitação. (foto: reprodução)

Mais uma vez o setor de telefonia é responsável pela maioria das reclamações protocoladas no Procon Porto Alegre. Dos 1.765 registros do órgão no mês de outubro, 22,76% foram queixas sobre as telefônicas. As reclamações dos porto-alegrenses mais frequentes são cobrança indevida e alteração de plano contratado sem solicitação.

O comércio varejista aparece em segunda colocação no ranking representado pelas empresas Ponto Frio, Americanas, Magazine Luiza e lojas Renner, que juntas somaram em outubro 5,56% do total de queixas. As reclamações mais comuns deste setor referem-se a atraso na entrega de produtos, no caso das lojas virtuais, e negação da garantia legal, quando se trata de lojas físicas.

A área financeira representada pelos bancos está em terceiro lugar no ranking de outubro, contabilizando 4,3% das reclamações. Os estabelecimentos bancários mais reclamados foram a Caixa Federal, Banrisul e Bradesco. A maioria das reclamações sobre bancos diz respeito a excesso de tempo de espera nas filas.

Logo após aparece a área de TV por assinatura, que somou 4,08% no mês, e é representada pela NET e SKY. Neste último segmento, ocorre a prática de venda casada, que acontece quando, para adquirir serviços de televisão paga, o consumidor é obrigado a comprar também serviços de telefonia – os chamados combos.

Topo da lista – Entre as operadoras de telefonia, a Vivo lidera o ranking, com 10,42 % do total de reclamações. Em segundo lugar está a operadora Oi, responsável por 5,09 % das queixas. Em terceiro no ranking aparece a TIM, registrando 4,08 % do total. Logo após está a Claro, com 3,17 %.

No segmento varejo, a empresa mais reclamada foi a Ponto Frio, com 1.76% das reclamações. Posteriormente estão as lojas Americanas, com 1,59% das queixas; Magazine Luiza com o registro de 1,36% e as lojas Renner, com 0,85%.

Na área das instituições financeiras o líder de reclamações é a Caixa Federal, com 2,32% do total. Logo após está o Banrisul, com 1,13% das queixas, e o Bradesco, com 0,85%.

Atendimento – O porto-alegrense pode registrar suas reclamações pela internet, utilizando o site www.proconpoa.rs.gov.br ou acessando gratuitamente o Procon App no aparelho celular, disponível para sistema Android e IOS. A sede do Procon Porto Alegre fica na rua dos Andradas 686, e funciona das 10h às 16h, quando são distribuídas 70 fichas de atendimento por dia.

Comentários

Comentários

4 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.