Temer só indicará novo ministro para o STF após a Corte determinar quem será o novo relator da Operação Lava Jato

Presidente Michel Temer veio acompanhado de ministros. (Foto: Beto Barata/PR)

O avião do presidente Michel Temer pousou por volta das 13h na base aérea de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Em Canoas, Temer foi recepcionado pelo governador do Rio Grande do Sul José Ivo Sartori. De lá, a comitiva do presidente seguiu para o velório do ministro Teori Zavascki, do STF (Supremo Tribunal Federal), no prédio do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), na capital gaúcha.

Acompanham o presidente os ministros de Relações Exteriores, José Serra; da Justiça, Alexandre Moraes; do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra; e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Na cerimônia, o presidente declarou que só indicará um novo ministro para a Corte após o STF determinar quem será o novo relator da Operação Lava Jato. (Fabiane Christaldo/ O Sul)

Velório

O corpo de Zavascki chegou por volta das 7h20min, na manhã deste sábado (21), na base aérea de Canoas, para o velório no plenário do TRF4. De acordo com a assessoria de imprensa da Corte, a cerimônia iniciou as 9h e o corpo deve ser sepultado por volta das 18h no Cemitério Jardim da Paz, também em Porto Alegre.

O ministro do STF morreu na quinta-feira (19), aos 68 anos, em um acidente aéreo em Paraty, no litoral do Rio de Janeiro.

O presidente Michel Temer embarcou às 11h, no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, para Porto Alegre, para acompanhar a cerimônia.

Também vieram para a cerimônia a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, e os ministros Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski.

Comentários

Comentários

808 Comentários

Adicione um comentário