Território indígena Areões tem pico de queimadas mesmo após ação do Ibama

(Foto: Rprodução Ibama)

O Instituto Nacional de Pesquisa Especiais (Inpe) registrou 46 focos de queimadas no sábado (31) em Areões, território indígena em Mato Grosso, três dias após uma operação do Ibama e da PF para identificar os responsáveis pelo fogo que já tinha destruído 219 mil hectares das áreas protegidas na região.

O território indígena Areões teve pico de incêndio segundo o Instituto Nacional de Pesquisa Especiais (Inpe). Os focos foram identificados por meio do satélite de referência Aqua em leituras realizadas entre a quarta (28) e às 13h55 de segunda-feira (2).

De acordo com o Ibama, na terra indígena vivem cerca de 1,5 mil índios da etnia Xavante. Ela foi o primeiro alvo da operação batizada de Siriema. Os agentes flagraram movimentação de caminhões e tratores dentro da área. Árvores foram encontradas cortadas na terra indígena.

Desde o início da ação, as terras vizinhas, Areões I e Areões II, apresentaram queda no número de queimadas. Três focos foram detectados pelo Aqua. Entre os dias anteriores, de 22 a 27, havia 18 focos nestes locais, de acordo com os dados do Programa Queimadas do Inpe.

Comentários