TRF4 nega pedido de Lula e mantém desembargador em processo de Atibaia

A defesa de Lula já protocolou quatro pedidos de suspeição no processo do sítio de Atibaia. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou, nesta quinta-feira (18), pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra o desembargador Federal, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz. Como a solicitação de afastamento não foi aceita, o desembargador foi considerado apto para seguir atuando no processo.

De acordo com a defesa de Lula, o magistrado teria agido com parcialidade em seus recursos no processo do sítio em Atibaia (SP). O caso chegou ao TRF4 no mês de maio, e ainda não tem data marcada para o julgamento em segunda instância.

A defesa de Lula já protocolou quatro pedidos de suspeição no processo do sítio de Atibaia, dois deles referentes ao procurador do Ministério Público Federal, Maurício Gotardo Gerum.

Comentários