Trio que matou mulher que esperava filho em frente a colégio é condenado a quase 30 anos de prisão

Cristine Fonseca Fagundes foi assassinada em 25 de agosto do ano passado, em frente ao Colégio Dom Bosco (Foto: Reprodução/Facebook)

Os três homens acusados de cometerem uma série de roubos, que culminaram com a morte de Cristine Fonseca Fagundes, em 25 de agosto, do ano passado, em frente ao Colégio Dom Bosco, na Capital, foram condenados a quase 30 anos de prisão pela juíza de Direito Lourdes Helena Pacheco da Silva, da Vara Criminal do Foro do 4° Distrito.

Ao todo, os réus Fabrício Farias, Rafael Silveira Santa Helena e Tiago Oliveira da Silva foram acusados de cometerem oito roubos, naquela tarde, e o latrocínio. A pena total, por todos os crimes, foi de 29 anos, 2 meses para Fabrício e Rafael e de 29 anos, 10 meses e 8 dias de reclusão para Tiago Oliveira da Silva. Todos em regime fechado.

Caso

Cristine estava com a filha de 17 anos dentro do carro, um Honda Fit, na confluência entre as ruas Dr. Eduardo Chartier e Ari Marinho aguardando o filho caçula, quando foi abordada por um homem armado (Tiago) que acabou atirando na cabeça dela.

O suspeito estava acompanhado de outros dois (Fabrício, no carona, e Rafael, na direção), que o aguardavam em um Fiat Palio vermelho que pertencia a outra vítima, mantida dentro do automóvel durante os crimes praticados pelo trio naquela tarde. O veículo e o seu proprietário foram abandonados pouco depois do latrocínio.

Antes do latrocínio, eles haviam cometido uma série de roubos nas imediações.

Interrogatório

Em depoimento à juíza, Tiago admitiu parcialmente a autoria dos fatos, mas afirmou que não tinha a intenção de cometer o crime. Já Rafael disse que precisava arrumar dinheiro para pagar a pensão alimentícia e o trio saiu para fazer assaltos. E que sua participação se restringiu a dirigir o automóvel. Fabrício optou por permanecer em silêncio.

As penas fixadas para os três réus ficaram assim definidas:

Roubos

Pena definitiva de 9 anos e 2 meses de reclusão para Fabrício Farias. Pena definitiva de 9 anos e 2 meses de reclusão para Rafael Silveira Santa Helena. Pena definitiva de 9 anos, 4 meses e 8 dias de reclusão para Tiago Oliveira da Silva.

Latrocínio

Pena definitiva de 20 anos de reclusão para Fabrício Farias. Pena definitiva em 20 anos de reclusão para Rafael Silveira Santa Helena. Pena definitiva em 20 anos e seis meses de reclusão para Tiago Oliveira da Silva.

The post Trio que matou mulher que esperava filho em frente a colégio é condenado a quase 30 anos de prisão appeared first on O Sul.

Comentários

Comentários

Um Comentário

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.