UFRGS aciona ABIN e Polícia Federal por supostas ameaças de ataque ao Campus do Vale

(Foto: Secom/ UFRGS)

Desde a manhã desta quarta-feira (20), a comunidade escolar da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) está assustada devido a supostas ameaças de ataque ao Campus do Vale. Alguns prints, que seriam de fóruns semelhantes aos que fomentaram o ataque à Escola Estadual Raul Brasil, de Suzano (SP), na quarta-feira passada (13), começaram a circular nas redes sociais de alunos e professores.

O conteúdo dos prints ameaça, especialmente, mulheres e negros, e o autor diz que esta cansado de mulheres “mirins, ricas, brancas” e que as “mulheres irão pagar caro”. Outro usuário sugere que o atentado seja feito no Campus do Vale da UFRGS, já que, segundo ele, “a segurança é meramente patrimonial”. Por fim, orienta: “mate vadias das exatas no Campus do Vale”.

Além das postagens, um e-mail enviado pelo diretor do Instituto de Matemática e Estatística (IME) também veio à público, o que ajudou a amedrontar ainda mais a comunidade escolar. No e-mail, o professor escreveu que esteve em uma reunião convocada pelo Reitor da universidade ontem (19) e que lá lhe foi informado que, em alguns fóruns de ódio, estaria sendo planejado um ataque ao campus, que fica no bairro Agronomia, na capital gaúcha. O diretor orientou a todos que tomassem “os melhores cuidados possíveis” e disse que a unidade estava avaliando o que era possível de ser feito em relação à segurança.

Ainda na tarde de hoje (20), a UFRGS compartilhou uma nota, em que confirma que “recebeu informações de ameaça de atentado no Campus do Vale, semelhante ao ocorrido em Suzano, SP” e comunica que “acionou, preventivamente, o setor de segurança da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), polícias Federal e Civil e o setor de inteligência da Brigada Militar e, ainda, reforçou sua segurança interna”. No fim do comunicado, a universidade disse que “tomou essas medidas a fim de proporcionar a manutenção de todas atividades no local com segurança e tranquilidade”. A Polícia Federal informou que recebeu a notícia por parte da UFRGS e que está dando o devido tratamento à informação.

Comentários