Uma criminosa que comandava o tráfico de drogas e mandou executar rivais foi presa na Zona Norte de Porto Alegre

Agentes da 3ª Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção à Pessoa prenderam preventivamente, na terça-feira (19), uma mulher apontada como mandante de dois homicídios ocorridos no bairro Rubem Berta e líder do tráfico de drogas na Vila Amazônia, na Zona Norte de Porto Alegre.

Segundo a Polícia Civil, o recrudescimento da disputa entre a Vila Amazônia e o loteamento Santa Maria, nas proximidades do Complexo Cultural do Porto Seco, deu origem a uma série de homicídios, especialmente no mês de maio. Com 44 anos e antecedentes por homicídio, tráfico de drogas, associação para o tráfico e associação criminosa, a presa substituiu outro criminoso no comando da venda de drogas na Vila Amazônia e, da mesma forma que o seu antecessor, notabilizou-se por distribuir ordens de execuções a seus rivais, em especial do loteamento Santa Maria. O ex-líder do tráfico foi preso em outubro de 2016 em Maquiné, no Litoral Norte.

Em 2 de abril, a mulher presa, que não teve a identidade revelada pela polícia, determinou que três de seus comandados executassem um rival na rua B, acesso 4, da Vila Amazônia. A vítima foi torturada antes de ser executada. Do mesmo modo, em 16 de outubro de 2017, na rua G, outro desafeto foi executado com 24 disparos de arma de fogo por dois criminosos que atuaram sob as ordens dela.

Após a operação policial, os delegados Paulo Rogério Grillo e Gabriel Bicca enfatizaram o incremento das ações operacionais do Departamento de Homicídios e as significativas prisões que vêm retirando da sociedade indivíduos de alta periculosidade.

Operação Integração III é deflagrada em Porto Alegre

Uma grande operação conjunta entre Polícia Civil e Brigada Militar foi deflagrada na terça-feira (19) no Centro de Porto Alegre. A Operação Integração III reuniu aproximadamente 214 policiais civis e 75 policiais militares no combate a roubos, receptação e tráfico de drogas na região central da cidade.

Foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão em hotéis, bares, residências e depósitos de sucatas, a maioria dos locais concentrada nas ruas Garibaldi e Voluntários da Pátria. Seis pessoas foram presas, dentre elas um foragido. Durante as buscas foram apreendidas armas, simulacro, drogas, dinheiro, um detector de metal e vários objetos sem comprovação de origem, provavelmente produtos de furto e roubo.

Segundo o delegado Fernando Soares, titular da 17ª Delegacia de Polícia, muitos dos objetos furtados e roubados, além de tráfico e consumo de drogas, são concentrados nestes locais onde os mandados foram cumpridos. “A investigação destes delitos é realizada de forma permanente. Nos últimos três meses foram verificados os locais onde objetos furtados e roubados no centro da cidade são levados. É fundamental a troca de informações entre a Polícia Civil e Brigada Militar para que operações conjuntas como a de hoje sejam exitosas”, disse o delegado.

Dois helicópteros das instituições, além de cães farejadores, foram empregados durante a operação.

Comentários