Venezuela nega responsabilidade por petróleo na costa brasileira e Salles reafirma que óleo teve origem no país

A empresa estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) comunicou nesta quinta-feira (10) que nenhum de seus clientes ou subsidiárias relatou o acontecimento de vazamento de petróleo de origem venezuelana próximo à costa brasileira, causando danos ao ecossistema marinho. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, rebateu a posição do governo venezuelano de Nicolás Maduro, afirmando que óleo é do País.

Em Brasília, no decorrer da reunião ordinária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), realizada nesta quinta-feira, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, confirmou que as autoridades brasileiras ainda desconhecem a origem do óleo. Segundo ele, o resultado das análises técnicas realizadas pela Petrobras mostram a “compatibilidade” entre o resíduo recolhido no litoral nordestino e o óleo venezuelano, e explicou que não significa que o material tenha vazado de poços de petróleo do país vizinho ou que uma embarcação da Venezuela tenha despejado o óleo no litoral brasileiro.

Comentários