Via Crucis: Paixão de Cristo é encenada no Morro da Cruz, em Porto Alegre

Procissão da Sexta-Feira Santa reune fiéis no Morro da Cruz, em Porto Alegre (Foto: Banco de Dados/ O Sul)

O espetáculo cênico-religioso, dirigido há 23 anos por Camilo de Lélis, faz na edição desta sexta-feira (14) uma homenagem especial aos 300 anos da Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, e ganha um enfoque ambiental. O espetáculo desta tarde acontece no Santuário São José do Murialdo, no bairro Partenon. A homenagem conta com a interpretação de Ângela Aita, que vestirá roupa especialmente criada pelo figurinista Fabrizio Rodrigues, vencedor de diferentes premiações teatrais.

Na sequência de novidades e interatividades, outro santo que transita pela procissão é São Francisco de Assis, que aparece durante a Benção da Macela, interpretado pelo ator Diego Acauan. A campanha reforça a compreensão de que somos todos responsáveis pelos destinos do Planeta Terra. O tema é mais do que atual, dado a ocorrência de grandes acidentes ambientais causados pelo homem e os riscos de extinção da flora, fauna e recursos minerais.

“Como em todos os anos, ligamos o evento ao tema da Campanha da Fraternidade, proposta pela CNBB em cada ano. Nesta edição, é Biomas brasileiros e defesa da vida. São Francisco é o principal defensor dos animais, ligado com toda a questão da natureza”, explica Camilo, que usará água, terra, fogo e ar como ferramentas cênicas nas novas cenas desse ano.

Outra inovação inserida na Paixão de Cristo do Morro da Cruz é a simbolização da ética na notícia, com o jornalista Manoel Soares, que representará Tomé, um dos 12 apóstolos. Para Camilo, Tomé foi o primeiro repórter da era cristã, por haver testemunhado a ressurreição de Jesus, e reconhecido pelo lema “ver pra crer”. Tomé, antes de divulgar que Cristo estava morto, precisou ver  para confirmar a veracidade do fato. O Auto de Fé, na sua 58ª edição, pela primeira vez teve o apoio de uma empresa privada para sua realização, com patrocínio do Grupo Zaffari, e produção da Cia. Face & Carretos.

A Paixão de Cristo acontece sempre após missa no Santuário São José do Murialdo, realizada pelo Padre Luiz Carlos Reis. O espetáculo é um projeto multicultural, de cunho ecumênico, que narra os últimos dias da vida de Jesus de Nazaré. A procissão percorre 1,5 quilômetro até o alto do Morro da Cruz. O elenco é composto por 40 artistas profissionais de teatro, dança, circo, cenotécnicos e mais de 100 figurantes da comunidade do Morro da Cruz.

The post Via Crucis: Paixão de Cristo é encenada no Morro da Cruz, em Porto Alegre appeared first on O Sul.

Comentários

Comentários

51 Comentários

Adicione um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.