Vistoriadas obras de duplicação da avenida Tronco, em Porto Alegre

Avenida tem 6,5 quilômetros de extensão. (Foto: Alex Rocha/PMPA)

Uma comitiva liderada pelo prefeito Sebastião Melo, vistoriou nesta segunda-feira (15), as obras de duplicação da avenida Tronco, na Zona Sul da cidade. Com 6,5 quilômetros de extensão, as obras incluem serviços de pavimentação, drenagem, implantação de corredores de ônibus, ciclovia, acessibilidade, sinalização e nova iluminação pública. O investimento chega a R$ 129 milhões. Prevista para a Copa do Mundo de 2014, a obra começou em 2012.

“Esta obra é necessária para a cidade tanto no aspecto urbano quanto social. Embora esteja muito atrasada, nós vamos olhar para frente e terminá-la no prazo mais rápido possível para o bem de Porto Alegre. Esta é a obra mais social de Porto Alegre”, afirmou Melo.

O principal entrave no avanço são as desapropriações. Atualmente, nove unidades ainda estão no traçado da nova avenida, seis delas com decisão judicial determinando a desocupação dos terrenos. Para solucionar a demanda, foi instaurada uma força-tarefa composta por diversos órgãos do Executivo Municipal. Os trabalhos serão coordenados pelo secretário adjunto de Obras e Infraestrutura, Rogério Baú.

Uma vez resolvidas as questões que envolvem a saída dessas nove famílias, a obra contará com maior espaço livre para avanço e finalização dos serviços. O cronograma atual contempla o final das obras para 2022. Dividida em trechos, já atingiu 44% de execução nas duas primeiras partes e 55% na terceira e quarta. Presente na agenda, o diretor-presidente da Construtora Pelotense, Luis Roberto Ponte, também atualizou os gestores sobre o cronograma das obras.

Atualmente, os trabalhadores estão atuando na execução de uma rotatória chamada de Gauchinho, onde estão sendo realizados serviços de terraplanagem, pavimentação, construção de calçadas e meios-fios, além de serviços em drenagem, construção de redes de água, colocação de postes para energia elétrica e muros de contenção.

Participaram da vistoria dos secretários de Obras e Infraestrutura, Pablo Mendes Ribeiro, Planejamento e Assuntos Estratégicos, Cezar Schirmer, Governança Local e Coordenação Política, Cassio Trogildo e de Habitação e Regularização Fundiária, André Machado.

Comentários