Weintraub afirma que recursos para edução superior podem ser desbloqueados em setembro


O ministro Weintraub afirmou estar cumprindo o que disse em março. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou, nesta sexta-feira (16), que todos os sinais estão corroborando para um desbloqueio nos recursos contingenciados das universidades e institutos federais. De acordo com o ministro, é possível que a partir de setembro, com a aprovação da reforma da Previdência, seja retomado um ambiente favorável que aumente a arrecadação de impostos. Se isto acontecer, é possível que o caixa do governo se alivie, o que permitirá o descontingenciamento dos recursos.

A afirmação foi dada em uma coletiva do Ministério da Educação (MEC), para falar sobre o acordo com instituições de ensino superior de Portugal, para que elas aceitem as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) como uma forma de seleção de estudantes brasileiros em seus cursos de graduação.

O contingenciamento no orçamentos das universidades e institutos federais foi anunciado em março deste ano, com a justificativa de que o bloqueio seria necessário devido a redução na previsão de crescimento do país para o ano de 2020.

Comentários