Quarta-feira, 19 de Junho de 2024

Home Rio Grande do Sul Ações do governo federal para reconstrução do RS ultrapassam R$ 70 bilhões, diz deputada

Compartilhe esta notícia:

A deputada Luciane Carminatti destacou as principais medidas anunciadas pelo presidente Lula em resposta à catástrofe climática no Rio Grande do Sul, que já atingiu mais de 90% dos municípios gaúchos.

“O governo federal está dando todas as respostas. O presidente Lula foi esta semana pela terceira vez ao Estado, em São Leopoldo, e anunciou novas medidas ao povo gaúcho. Não são poucas as ações que já chegam aos R$ 70 bilhões”, disse.

Desde o início de maio, o governo federal deslocou para o Rio Grande do Sul uma grande força-tarefa que envolve mais de 25 mil profissionais. Entre as funções, o salvamento e resgate de pessoas e animais, a ajuda no restabelecimento de serviços e infraestruturas danificadas, o acolhimento de desabrigados e desalojados e a logística para levar mais de 2 mil toneladas de donativos via Correios e Força Aérea Brasileira em menos de 10 dias.

Luciane acrescentou que quase 15 mil cestas e 321 toneladas de alimentos foram adquiridas pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) e distribuídas às pessoas atingidas pelas enchentes.

“O governo do presidente Lula está prestando toda a assistência, dando todo o suporte estrutural, logístico, de recursos humanos e financeiro para o RS.”

A parlamentar destacou que todas as famílias diretamente afetadas pela catástrofe climática vão receber uma parcela única de R$ 5,1 mil do governo para repor equipamentos e outros bens perdidos. “É o auxílio reconstrução destinado a uma pessoa por família para as que ficaram desempregadas pela catástrofe.”

Ela informou que no plano da recuperação econômica o governo anunciou mais de R$ 50 bilhões em antecipações de pagamento de programas sociais como o Bolsa Família e o Benefício de Prestação Continuada, a prioridade para os gaúchos na restituição do Imposto de Renda e novos aportes no seguro-desemprego. O anúncio também incluiu linhas especiais de crédito para setores produtivos.

Habitação

Segundo ela, o presidente Lula articula para que as casas que foram perdidas nas enchentes, aquelas que se encaixam no perfil do programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) 1 e 2, 100% dessas famílias terão as casas garantidas de volta.

“Isto se dará por diferentes caminhos: pela compra de imóveis usados, com oferta pública do governo pela Caixa com limite de valor máximo, com a aquisição de imóveis que estão em processo de leilão na Caixa Econômica e no Banco do Brasil que estejam desocupados, além da aquisição de imóveis de construtoras em obras ou concluídas.”

A deputada disse que o financiamento da habitação para imóveis nas áreas atingidas com recursos do FGTS e do MCMV terão parcelas suspensas por seis meses. Haverá ainda o aumento do tempo para usar o saldo do FGTS para pagar as parcelas em atraso de seis para 12 meses e carência de 180 dias.

Suspensão da dívida

Ela ressaltou que o governo Federal anunciou a suspensão por três anos da dívida que o RS tem com a União, liberando R$ 11 bilhões para um fundo para a reconstrução do Estado. Além disso, R$ 12 bilhões referentes a juros do estoque total da dívida serão perdoados.

Acrescentou ainda que o NDB Bank (Novo Banco de Desenvolvimento, em português, mais conhecido como BRICS) presidido pela ex-presidente Dilma Rousseff, anunciou mais R$ 5,7 bilhões para obras de reconstrução.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

SOS Rio Grande do Sul: burocracia trava recursos federais ao RS, prefeitos cobram e governo tenta simplificar exigências
Governo do RS anuncia criação de secretaria de “reconstrução do RS”
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias