Sexta-feira, 24 de Maio de 2024

Home em foco Alemanha anuncia ajuda militar de 3 bilhões de dólares em armas à Ucrânia

Compartilhe esta notícia:

O governo alemão anunciou nesse sábado (13), que prepara um novo plano de ajuda militar à Ucrânia no valor de € 2,95 bilhões – cerca de US$ 3 bilhões –, incluindo o fornecimento de tanques, veículos blindados e sistemas de defesa aérea.

“Todos nós desejamos um fim rápido para esta guerra atroz da Rússia contra o povo ucraniano, mas infelizmente isso não está à vista. É por isso que a Alemanha prestará toda a ajuda possível, enquanto for necessária”, afirmou o Ministro da Defesa, Boris Pistorius, em um comunicado.

As entregas incluem, entre outros armamentos, mais 30 tanques Leopard-1 A5, 20 novos veículos blindados Marder e mais de uma centena de outros veículos blindados menores, 200 drones de vigilância, quatro novos sistemas de defesa aérea Iris-T e respectivas plataformas de lançamento, mísseis para defesa aérea, 18 canhões Howitzer e munições.

Conforme o semanário Der Spiegel, este é o maior pacote de fornecimento de armas da Alemanha à Ucrânia desde o início da invasão russa em fevereiro de 2022.

Este anúncio surge na véspera de uma possível visita do presidente ucraniano Volodimyr Zelensky à Alemanha.

Segundo a imprensa alemã, Zelensky, que chegou a Roma nesse sábado, irá à Alemanha para uma reunião com funcionários do País neste domingo (14), onde receberá o Prêmio Europeu Carlos Magno.

Papa

Em encontro nesse sábado, o papa Francisco e o presidente ucraniano, concordaram sobre “a necessidade de continuar com os esforços humanitários para apoiar a população” que sofre com a guerra na Ucrânia.

Francisco e Zelensky se reuniram no Vaticano, pela primeira vez desde o início da guerra. É um encontro esperado que ocorre após o pontífice revelar que está em curso uma missão para acabar com a guerra na Ucrânia, cujos detalhes não foram divulgados.

Em um comunicado divulgado após a reunião, o Vaticano explicou que a reunião durou cerca de 40 minutos e que “os temas da conversa se referem à situação humanitária e política na Ucrânia provocada pela guerra em curso”.

“O papa tem assegurado suas constantes orações, testemunhadas por seus muitos apelos públicos e contínua invocação ao Senhor pela paz, desde fevereiro do ano passado”, quando começou a invasão russa que desencadeou o conflito há mais de um ano.

Além disso, “ambos concordaram com a necessidade de continuar os esforços humanitários em apoio à população. O papa enfatizou particularmente a necessidade urgente de ‘gestos de humanidade’ em relação às pessoas mais frágeis, vítimas inocentes do conflito”.

O pontífice deu ao mandatário uma obra de bronze representando um ramo de oliveira, símbolo da paz, assim como a Mensagem pela Paz deste ano, o Documento sobre a Fraternidade Humana e o volume “Uma Encíclica sobre a Paz na Ucrânia”.

O mandatário ucraniano, por sua vez, presenteou-o com uma obra de arte feita com um colete à prova de balas e uma pintura intitulada Perda, sobre o assassinato de crianças durante o conflito.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de em foco

Investir em relógios de luxo é alternativa, mas tem riscos
Europa avança na regulamentação da inteligência artificial
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde