Quarta-feira, 17 de Abril de 2024

Home Cinema Amber Heard desiste de apelar em caso de difamação contra Johnny Depp: “Nunca escolhi isso”

Compartilhe esta notícia:

Amber Heard desistiu de apelar contra a decisão do julgamento de difamação entre ela e o ex-marido, o ator Johnny Depp, encerrado em junho de 2022.

A atriz foi condenada a pagar US$ 15 milhões para Depp – reduzidos para US$ 10,3 milhões para cumprir os limites estaduais de danos punitivos. A decisão também diz que ele deve indenizá-la em US$ 2 milhões.

Depois da decisão, os advogados de Amber entraram com um pedido de novo julgamento, alegando que o caso foi julgado no estado errado e que os juízes descartaram evidências, como documentos assinados por terapeutas que atestariam os abusos sofridos pela atriz.

Nesta segunda-feira (19), contudo, ela revelou, através de uma declaração no Instagram, que desistiu de apelar, após fazer um acordo com o ex-marido. “Depois de muita deliberação, tomei uma decisão muito difícil de encerrar o caso de difamação movido contra mim por meu ex-marido na Virgínia”, escreveu.

“É importante para mim dizer que nunca escolhi isso. Defendi minha verdade e, ao fazê-lo, minha vida como a conhecia foi destruída. A difamação que enfrentei nas redes sociais é uma versão ampliada das formas pelas quais as mulheres são revitimizadas quando se apresentam”, continuou.

Amber também disse que agora “finalmente” tem a oportunidade de se afastar de algo que tenta deixar “há mais de seis anos” – ela e Depp se divorciaram em 2017, após dois anos de casamento.

Segundo ela, o acordo não significa que ela admita culpa ou negue que tenha sofrido agressões: “Eu não admiti, isso não é um ato de concessão. Não há restrições ou piadas com relação à minha voz no futuro”.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cinema

Primeira Festa de Pré-Réveillon Diver em Porto Alegre
Larissa Manoela e André Frambach estão noivos: “Para vida toda”
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias