Domingo, 29 de Maio de 2022

Home Tecnologia Android deixará liberar espaço no celular apagando só “pedaços” de aplicativos

Compartilhe esta notícia:

Talvez você já passado pela experiência de desinstalar aplicativos para liberar espaço de armazenamento em celulares ou tablets Android. E se, em vez disso, você pudesse “arquivar” uma parte do aplicativo em vez de removê-lo por completo? Acredite: essa solução inusitada está a caminho da plataforma.

Para desenvolvedores e o próprio Google, é aceitável que o usuário remova um aplicativo quando não gosta dele ou deixa de usá-lo. Mas, quando a desinstalação é motivada por limitações de recursos, todas as partes saem perdendo.

Felizmente, a situação é mais confortável nos dias atuais. Boa parte dos dispositivos Android sai de fábrica com 128 GB de armazenamento ou mais. Apesar disso, ainda há muitos celulares e tablets mais limitados, que oferecem até 64 GB de espaço, principalmente entre modelos de entrada.

Não desinstale, arquive

Em clima de “antes tarde do que mais tarde”, o Google apresentou a ideia do arquivamento para amenizar o problema:

O arquivamento é uma nova funcionalidade que permitirá que usuários recuperem cerca de 60% do espaço ocupado pelo aplicativo temporariamente removendo partes dele em vez de desinstalá-lo completamente.

Não está claro como o Android sinalizará para o usuário que um app está arquivado (talvez deixando o ícone com um cor diferente ou com um sinal específico). Por outro lado, o Google declarou que o aplicativo poderá facilmente ser restaurado para a versão mais recente.

Presumivelmente, o sistema operacional baixará as partes removidas do app quando este for acionado, o que significa que aplicativos nessa condição precisarão de alguns instantes para serem “desarquivados”.

Apps arquivados: quando e como?

Oficialmente, a função de arquivamento será disponibilizada quando o Bundletool 1.10 (ferramenta de desenvolvimento para Android) for lançada. Essa versão será capaz de gerar arquivos .APK para arquivamento de modo automático se o desenvolvedor usar o padrão Android App Bundle.

Por guardarem dados do usuário, basicamente, os APKs arquivados serão muito menores em relação aos tradicionais arquivos APK de instalação.

Mas o Google faz uma ressalva: a função de arquivamento só será liberada quando esse recurso for lançado para usuários finais, o que deve acontecer apenas no final de 2022.

A companhia não informou se o recurso será exclusivo do futuro Android 13 ou se incluirá as versões atuais do sistema operacional por meio de uma atualização no Google Play Services, mas esta última hipótese é a mais provável.

“Uma vez lançado, o arquivamento trará grandes benefícios para usuários e desenvolvedores”, afirma o Google. Mas o desenvolvedor que não quiser contar com a novidade não precisa se preocupar: a função não será obrigatória para todos os aplicativos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Meteorito abriu uma enorme cratera na Groenlândia há 58 milhões de anos
Americano morre dois meses após receber transplante de coração de porco
Deixe seu comentário
Pode te interessar
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada