Terça-feira, 28 de Maio de 2024

Home Geral Após morte de pets, empresa faz recall e governo veta ingrediente de petisco

Compartilhe esta notícia:

Após 9 mortes de cães confirmadas, e mais de 40 casos em investigação em vários Estados por suspeita de intoxicação, a Bassar Pet Food anunciou nesta quarta-feira (08) um recall de todos os produtos da marca. A suspeita é de contaminação de um insumo adquirido de um de seus fornecedores. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) também identificou irregularidades envolvendo uma matériaprima e mandou suspender o uso de parte dos ingredientes dessa outra empresa.

A Bassar solicita que os consumidores entreguem, nos locais de venda, os itens que já tenham adquirido anteriormente. No fim da última semana, o ministério já havia determinado a interdição da fábrica da Bassar em Guarulhos (SP) e o recolhimento nacional de todos os lotes de produtos.

Notificação

Também nesta quarta-feira (07), o governo federal ainda mandou suspender o uso de dois lotes de um ingrediente produzido pela fornecedora Tecno Clean Industrial Ltda, usado nos petiscos. Isso ocorreu porque o propilenoglicol, insumo utilizado pelo setor industrial na fabricação de alimentos para humanos e animais, estaria contaminado com etilenoglicol. Procurada pela reportagem, a Tecno não se manifestou até as 20 horas de ontem.

Ainda de acordo com o ministério, as empresas fabricantes de alimentação animal registradas no Mapa devem identificar os produtos fabricados com o uso dessas matérias-primas e, caso encontrem, devem fazer o recolhimento no comércio atacadista e varejista. “Os procedimentos deverão ser informados aos serviços de inspeção de produtos de origem animal de cada jurisdição, para controle e ações complementares.”

O Mapa encaminhou ofício à Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), Associação Brasileira da Indústria e Comércio de Ingredientes e Aditivos para Alimentos (Abiam) e Associação Brasileira de Reciclagem Animal (Abra) para que colaborem na divulgação das informações. Ontem, as entidades não se pronunciaram.

Anteriormente, os produtos identificados com suspeita de contaminação eram o Every Day sabor fígado (lote 3554) e o Dental Care (lote 3467). O Grupo Petz também havia informado que logo que teve conhecimento do caso, ainda na sexta, retirou embalagens do petisco Snack Cuidado Oral Hálito Fresco dos pontos de vendas. Todos são fabricados pela Bassar.

Aumento de mortes

A Polícia Civil de Minas afirma que Minas, São Paulo, Distrito Federal, Rio, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Alagoas, Sergipe e Goiás têm relatos de intoxicação de cachorros. As polícias estaduais trabalham em conjunto. Conforme investigações, já são pelo menos 48 óbitos registrados com a mesma suspeita, sendo 8 mortes em Belo Horizonte até segunda-feira. Outros cães permanecem internados com quadro de falência renal, segundo a delegada Danúbia Quadros, responsável pelo caso. Entre os principais sintomas identificados nos relatos dos tutores dos cachorros com intoxicação estão convulsão, vômito, diarreia e prostração. “É importante que o tutor procure a delegacia mais próxima e leve o produto para verificar se esse óbito e as intercorrências se deram pela ingestão do petisco”, acrescentou ela.

Cerveja Becker

A Bassar confirmou indícios de que o propilenoglicol adquirido de um de seus fornecedores estaria contaminado com etilenoglicol. Trata-se da mesma substância que causou a morte de dez pessoas que consumiram a cerveja Backer, em 2019.

A decisão pelo recall de todos os produtos foi tomada pela fabricante diante do risco oferecido pela substância. “A Bassar Pet Food é a maior interessada no esclarecimento dos fatos, apoia as investigações do Mapa e das autoridades policiais e está colaborando com as investigações.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Geral

Petróleo fecha em alta com recuperação parcial nesta quinta-feira um dia após queda forte
Brigada Militar efetua prisão por tráfico de drogas em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde