Terça-feira, 16 de Abril de 2024

Home Tecnologia As dúvidas sobre a estratégia de Elon Musk para o Twitter após ultimato

Compartilhe esta notícia:

A enquete de Elon Musk, perguntando se ele deveria deixar o cargo de CEO do Twitter, apareceu horas depois de ele ser fotografado na final da Copa do Mundo, no Catar, no domingo (18).

Esta foto nos diz duas coisas: em primeiro lugar, Musk estava ao lado de Jared Kushner – genro do ex-presidente Donald Trump, que Musk tentou, e não conseguiu, trazer de volta à rede social da qual agora é dono.

Musk sabe que um tuíte bombástico de Trump provavelmente geraria polêmica, mas também seria como tirar a “sorte grande” para o Twitter – atraindo uma grande audiência para a plataforma.

Trump também sabe disso, é claro, e tem seus próprios interesses – mais especificamente, sua própria rede social, a Truth Social, à qual ele permaneceu leal até agora.

Ou seja, a carta que seria o trunfo de Musk parece fora do baralho.

A segunda questão sobre a foto? A mesma prova que Musk estava geograficamente nos arredores da Arábia Saudita – lar dos maiores investidores do Twitter. Será que ele apareceu por lá, e eles – assim como milhões de pessoas que usam o Twitter todos os dias – fizeram sérios questionamentos sobre sua liderança ao longo dos últimos dois meses?

E ainda tem a questão da enquete em si. Como interpretamos o resultado – 57% dos 17,5 milhões de votos computados foram a favor de Musk deixar o cargo de CEO do Twitter –, vai depender do que achamos que ele queria alcançar com isso.

A enquete pode ter saído espetacularmente pela culatra – se Musk estava tentando massagear seu ego –, ou pode ter sido um grande sucesso em termos de livrá-lo da situação a que se viu preso desde que a compra do Twitter foi, basicamente, forçada a ser concluída.

Não podemos esquecer que o dono da Tesla passou meses tentando não seguir adiante com a compra da plataforma.

O feed do Twitter de Musk está estranhamente silencioso. Não vai ser este o caso por muito tempo, sem dúvida. Ele tem um histórico de ouvir enquetes. Afinal de contas, ele colocou em votação se deveria ou não comprar o Twitter antes de tudo, quando todo esse circo começou.

No passado, ele também pediu aos usuários do Twitter que o ajudassem a decidir se deveria vender ações valiosas da Tesla.

É uma maneira pouco ortodoxa de fazer grandes negócios, para dizer o mínimo. Mas com Elon Musk, passamos a esperar o inesperado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

WhatsApp: Atualização permite recuperar mensagens apagadas por engano; veja como
Vacina anticâncer pode reduzir em 44% o risco de morte
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Show de Notícias