Terça-feira, 28 de Maio de 2024

Home Variedades Assinatura do Netflix com publicidade será mais barata

Compartilhe esta notícia:

A Netflix anunciou que o plano de assinaturas com propaganda do serviço de streaming custará R$ 18,90 ao mês no Brasil. Atualmente, a mensalidade mais barata, sem exibição de anúncios no meio dos filmes e séries, custa R$ 25,90.

O plano mais econômico será lançado em novembro e será disponibilizado em 12 países: além do Brasil, Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão, Coreia do Sul, México, Espanha e Reino Unido. Nos EUA, a mensalidade custará US$ 6,99 (o equivalente a cerca de R$ 37).

Como funciona

A empresa diz que vão aparecer, em média, 4 a 5 minutos de anúncios por hora e que eles vão durar 15 ou 30 segundos, inicialmente;

“Uma quantidade limitada de filmes e séries não será disponibilizada por conta de restrições de licença” e que ela está “trabalhando nisso”; não foram informados os títulos;

Não será possível fazer download do conteúdo;

Quanto à qualidade de vídeo, ela será HD — a mesma que será oferecida no plano básico sem anúncios também a partir de novembro.

Nas opções sem propaganda, a Netflix também tem planos com qualidade Full HD (padrão, de R$ 39,90/mês) e UltraHD (premium, de R$ 55,90/mês).

Expectativa de mais assinantes

A Netflix perdeu 970 mil assinantes de abril a junho, em um sinal de que o serviço de streaming dominante no mundo está sofrendo os efeitos da inflação alta, da guerra na Ucrânia e da concorrência acirrada.

Com o plano com anúncios, a empresa espera que ele alcance cerca de 40 milhões de espectadores em todo o mundo até o terceiro trimestre de 2023, segundo o jornal “Wall Street Journal”, citando um documento compartilhado com compradores de anúncios.

A pioneira em streaming disse a executivos de publicidade em projeções preliminares que 4,4 milhões de espectadores únicos em todo o mundo devem se inscrever para o novo nível até o fim do ano, com 1,1 milhão vindo dos EUA, segundo a reportagem.

Estima-se que a métrica de espectadores únicos seja maior do que o número de assinantes do plano Netflix suportado por anúncios, já que mais de uma pessoa em uma casa assinante provavelmente poderá assistir ao serviço.

“Ainda estamos nos primeiros dias para decidir como lançar um nível mais barato e suportado por anúncios e nenhuma decisão foi tomada”, disse a Netflix em comunicado.

A Netflix disse que cortou 30 empregos em sua unidade de animação. A empresa havia demitido 300 funcionários, ou 4% de sua força de trabalho, em junho.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Da diabetes ao colesterol alto, as doenças que podem ser identificadas pelos olhos
Cientistas implantam neurônios humanos em cérebros de ratos
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa News