Terça-feira, 23 de Abril de 2024

Home Esporte Atlético x Real Madrid: denúncia da LaLiga chega a 24 ocorrências antes, durante e depois do jogo

Compartilhe esta notícia:

Após o clássico entre Atlético de Madrid e Real Madrid, vencido pelo time merengue, no último domingo, a LaLiga enviou, como faz em todas as rodadas, um relatório ao Comitê de Competição da Federação Espanhola de Futebol (RFEF) e à Comissão Antiviolência com cânticos ofensivos ou quaisquer atos que incitem à violência.

Os atos podem ser julgados pelo Código de Disciplina Esportiva da RFEF ou até na Justiça comum. Além dos cânticos racistas proferidos por torcedores do Atlético de Madrid contra Vinicius Junior antes do jogo, outras 23 ocorrências foram enviadas no clássico da capital espanhola.

O principal dos “atos de violência”, que deve levar o Atlético de Madrid a alguma punição financeira e não de natureza esportiva, é o de racismo contra Vini Jr antes da partida. Segundo o relatório da LaLiga, cerca de 500 torcedores locais estavam na área de acesso dos jogadores ao estádio cantando “Você é um macaco, Vinicius você é um macaco!”.

Outra ocorrência importante aconteceu aos 17 minutos da partida, após o primeiro gol do Real Madrid, quando Rodrygo e Vini Jr dançavam na comemoração, e diversos objetos foram atirados no gramado pelos torcedores mandantes, como garrafas vazias e um isqueiro.

O mesmo aconteceu aos 16 do segundo tempo, quando Courtois entregou um isqueiro ao árbitro. Os outros casos foram de cânticos ofensivos entoados pelas duas torcidas durante e após a partida, incluindo um coro de “Vinicius morre” pelos torcedores do Atlético.

Sócios suspensos

O Atlético de Madrid suspendeu três sócios por envolvimento nos ataques racistas a Vinicius Junior. A informação é do jornal As. Eles são os primeiros punidos após investigação aberta pelo clube espanhol na última terça-feira, segundo o diário espanhol.

O clube colchonero garantiu que expulsaria todos os responsáveis pelos atos de racismo no último domingo, no clássico com o Real Madrid. Nas imagens divulgadas, é possível ver um grupo de centenas de torcedores do Atlético chamando Vinicius Junior de macaco.

Na quarta-feira, o diretor-executivo do Atlético de Madrid, Miguel Ángel Gil, divulgou uma carta no portal oficial do time sobre o tema. Nela, ele volta a condenar o comportamento de parte da sua torcida, mas pediu para que poupem o clube.

“Conheço bem nossos torcedores e é inaceitável que alguém possa pensar que são racistas. Esses gritos de uma minoria nos envergonham no Atlético e não podem manchar a imagem do clube, nem o comportamento e o sentimento da grande maioria”, diz Gil.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Esporte

Com visita em treino, Seleção Brasileira de Futebol fecha preparação para amistoso contra Gana
Brasil enfrenta Gana nesta sexta em preparação para a Copa do Mundo
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Tarde