Quinta-feira, 20 de Junho de 2024

Home Brasil Ator se considera padrinho de menino que é suspeito de estuprar

Compartilhe esta notícia:

Em pedido de habeas corpus no Tribunal de Justiça do Rio, feito na última sexta-feira (16), a defesa do ator José Dumont alega que o cliente se considera padrinho de uma criança de 12 anos da qual é acusada de abusar. No documento, os advogados alegam que o cliente conhece os pais do menino há mais de um ano, razão pela qual passou ajudar a família com presentes, roupas e dinheiro. O pedido de liberdade do ator foi negado no Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça no último sábado.

Dumont foi preso em flagrante na última quinta-feira por armazenar vídeos e fotos de pornografia infantil. O artista também é alvo de uma investigação por suspeita de ter estuprado uma criança de 12 anos. No pedido de habeas corpus, os advogados afirmam que o garoto acompanhava Dumont de forma usual até a portaria de seu prédio e que ambos se despediam com beijo e abraço, tudo à vista de todos, e sem qualquer conotação sexual.

Os advogados alegam que o ator “possui muito carinho pela criança e se considera padrinho da mesma, razão pela qual passou a ajudar a família com presentes, roupas e dinheiro”.

O pedido de habeas corpus foi negado liminarmente no último sábado e ainda será apreciado pela Terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio. Os advogados solicitam a revogação da prisão preventiva de Dumont ou a concessão da liberdade provisória com pagamento de fiança.

Prisão

A prisão de Dumont ocorreu na última quinta-feira, quando agentes da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV) cumpriam um mandado de busca e apreensão na residência dele, no Bairro do Catete, na Zona Sul do Rio. Na ocasião, os policiais encontraram cerca de 240 arquivos, entre imagens e vídeos, de pornografia infantil, que estavam armazenados em um telefone celular e um computador.

Também foi encontrado, na mesma operação, um comprovante de depósito bancário para uma suposta vítima de abuso sexual, investigação que motivou a operação de busca e apreensão. O artista já era investigado pela DCAV pelo estupro de um menino de 12 anos, que teria recebido os mil reais do ator após o crime.

Flagrante

José Dumont acabou sendo preso em flagrante por armazenar imagens de criança com teor sexual. De acordo com a investigação da DCAV, José Dumont teria se aproveitado do prestígio e reconhecimento como ator para atrair a atenção do adolescente de 12 anos, que era seu fã.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Estados Unidos devem ter período de crescimento mais lento, diz presidente do Fed
União Europeia reage a ameaça nuclear de Putin: “Inaceitável”
Deixe seu comentário
Baixe o app da RÁDIO Pampa App Store Google Play

No Ar: Pampa Na Madrugada